Aviso: Se está a ler esta mensagem, provavelmente, o browser que utiliza não é compatível com os "standards" recomendados pela W3C. Sugerimos vivamente que actualize o seu browser para ter uma melhor experiência de utilização deste "website". Mais informações em webstandards.org.

Warning: If you are reading this message, probably, your browser is not compliant with the standards recommended by the W3C. We suggest that you upgrade your browser to enjoy a better user experience of this website. More informations on webstandards.org.

Estrutura e conteúdos

A iniciativa deverá incluir uma parte lectiva e uma parte pública. A parte lectiva será composta por 23 sessões de 2 horas de acordo com o esquema seguinte:


Data Título Interveniente
Parte A - Perspectiva Histórica e Factores de Inovação
1 08.03.2004 Perspectiva histórica (1) Prof. Manuel Heitor
2 10 .03.2004 Perspectiva histórica (2) Arq. José Pedro Martins Barata
3 11.03.2004 Perspectiva histórica - Filme em debate Prof. Manuel Heitor
Prof. José P. M. Barata
4 15.03.2004 Políticas Públicas Profª. Maria João Rodrigues
5 17.03.2004 Capital Humano e Inovação Prof. Luis Valadares Tavares
6 18.03.2004 Evolução da Sociedade Prof. Paulo Correia
7 22.03.2004 Enquadramento Institucional, Protecção da Propriedade Industrial Prof. José Empis
8 24.03.2004 Ciência e Tecnologia Prof. Luis Magalhães
Prof. Jorge Dias de Deus
9 25.03.2004 Tecnologias de Informação Prof. José Tribolet
10 29.03.2004 O Atraso Português Vs As oportunidades Prof. José Mariano Gago
Prof. António Guterres
Parte B - Casos Concretos de Inovação - Êxitos e Fracassos
11 31.03.2004 Casos Concretos de Inovação I - Sistemas de Gestão Ambiental e Arquitectura Bioclimática Prof. Manuel Correia Guedes
Prof. Manuel Pinheiro
12 01.04.2004 Casos Concretos de Inovação II - Chipidea, Reverse Engineering e Bluedge: business with a mission Prof. José Epifânio da Franca
13 05.04.2004 Casos Concretos de Inovação III - A Solvay e a Quimigal (Estarreja) Profª Suzete Dias
14 14.04.2004 Casos Concretos de Inovação IV - Características inovadoras da capacidade empreendedora em empresas de base tecnológica Prof. Carlos Bana e Costa
15 15.04.2004 Casos Concretos de Inovação V - Fábrica e instalação foto-voltaica em Moura Prof. Amílcar Soares
16 19.04.2004 Casos Concretos de Inovação VI - O INESC e a inovação nas TIC em Portugal Prof. Pedro Guedes de Oliveira
Prof. José Alves Marques
17 21.04.2004 Casos Concretos de Inovação VII - A Bombardier (cooperação IST - empresas) Prof. Manuel Cruz
18 22.04.2004 Casos Concretos de Inovação VIII - Micro-sistemas e nano-tecnologias Prof. Paulo Freitas
Parte C - Síntese Final
19 26.04.2004 Inovação do Produto Prof. Pedro Saraiva
Prof. Arlindo Silva
20 28.04.2004 Inovação de Processo Prof. José Cardoso Meneses
Prof. Carlos Bispo
21 29.04.2004 Inovação Organizacional Prof. António Caetano
22 03.05.2004 Inovação, Arte e Ciência Prof. Jorge Calado
23 06.05.2004 A Complexidade da Inovação no Quadro da Sociedade do Conhecimento Prof. Manuel Heitor

As sessões iniciar-se-ão a 8 de Março e decorrerão às segundas, quartas e quintas, das 18 às 20 horas, sugerindo-se que a entrada seja livre, pelo menos para outros professores e alunos do IST que queiram assistir.

As sessões lectivas terão a preparação prévia de um sumário executivo, que estabeleça os conceitos, princípios e orientações, destacando as ligações interdisciplinares, bibliografia e sites da NET a consultar. Cada sessão terá um professor responsável que introduzirá o tema, com a possibilidade   de este convidar a colaborar professores de outros departamentos ou convidados, devendo propor um período   de debate.

Haverá ainda casos de estudo a fornecer aos alunos para os quais se definirão os seguintes aspectos (a sintetizar em fichas):

  • Enquadramento
  • Objectivos
  • Professor responsável pela orientação/supervisão de cada caso de estudo
  • Bibliografia inicial e sites directamente relevantes

Os trabalhos de grupo tratarão casos de estudo, relacionados com temas de actualidade e interesse nacional, podendo contribuir para definir estratégias de inovação no domínio seleccionado. Desde já se regista que a cada uma das sessões lectivas sobre casos concretos de inovação corresponderá um trabalho de grupo para além de outros a indicar brevemente.            

Os Seminários serão concluídos por um ou mais debate públicos, com formato a definir, tendo em conta a avaliação dos resultados das acções do 1º semestre.