Aviso: Se está a ler esta mensagem, provavelmente, o browser que utiliza não é compatível com os "standards" recomendados pela W3C. Sugerimos vivamente que actualize o seu browser para ter uma melhor experiência de utilização deste "website". Mais informações em webstandards.org.

Warning: If you are reading this message, probably, your browser is not compliant with the standards recommended by the W3C. We suggest that you upgrade your browser to enjoy a better user experience of this website. More informations on webstandards.org.

Candidatura e avaliação

Os alunos candidatar-se-ão nas diferentes modalidades de acordo com as possibilidades que cada departamento tiver seleccionado - opções disponíveis -, devendo para o efeito apresentar uma sucinta (menos de uma página) candidatura mostrando qual o interesse na participação neste ciclo de Seminários. (Pode fazer essa candidatura por email)

Como ordem de grandeza, prevê-se que, em cada bloco Seminário, o número de alunos em regimes sujeitos a avaliação dos seus ‘projectos’ não deva exceder 35 (alínea "completa" do menu modalidades) e que o número adicional de alunos no regime referido na alínea "um seminário" acima não deva exceder 45.

Se for necessária selecção deverão ser utilizados três critérios adicionais:           

  • Número de cadeiras concluidas;
  • Classificação média;
  • Análise da ficha de candidatura e do grau de motivação demonstrado.

A distribuição dos alunos por departamentos de origem será função do interesse que estes seminários vierem a suscitar em cada departamento e curso, dos temas dos casos de estudo, e da interdisciplinaridade mínima adequada a cada caso de estudo; cada grupo de alunos para trabalho de projecto não deve ter mais do que um, no máximo dois alunos de cada curso de licenciatura; no caso de grupos de alunos de pós-graduação, aplica-se a mesma regra ao nível da especialidade de licenciatura e da especialização de pós-graduação. O número total de alunos de um departamento por Seminário nas duas primeiras modalidades não deve exceder 10.

Convirá, naturalmente, que cada grupo que se vier constituir reuna 3 alunos que estejam submetidos nos seus departamentos de origem a modelos de inserção curricular e de avaliação semelhantes, para evitar problemas internos de funcionamento dos grupos de alunos que resultem de níveis de empenhamento muito diferentes.

Na modalidade "completa" a avaliação assenta na realização de um trabalho de grupo e sua apresentação e discussão em sessão pública no final da época de avaliação do 1º. Semestre.

Na modalidade "um seminário" não há avaliação, requerendo-se apenas a assistência às sessões lectivas e o cumprimento dos requisitos do curso de origem.